O Pires de Lima, e a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, marcaram presença ao final da passada segunda-feira, na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, numa cerimónia que assinalou também o início do ano letivo na rede escolar do setor.

Na cerimónia, Maria das Dores Meira sublinhou que o concelho tem atualmente “mais e melhores recursos, mais e melhores serviços”.

A autarca salientou que o desenvolvimento registado nos últimos anos em Setúbal serve de incentivo para que o Executivo municipal continue “a trabalhar para reforçar o posicionamento e a notoriedade desta região como destino turístico, aumentando a perceção de valor de destino por parte de visitantes nacionais e estrangeiros”.

Desenvolvimento que, reforçou a presidente, é visível, por exemplo, em dados recolhidos na maioria das unidades hoteleiras do concelho no primeiro semestre de 2015. “Indicam um crescimento de 10,5 por cento do número de dormidas”.

Neste início simbólico do ano letivo na rede de escolas nacionais do setor marcou também presença o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes.

A Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal conta atualmente com mais de trezentos alunos e, do total de 14 turmas, seis foram criadas em função do ano letivo que agora se inicia.

Além do plano curricular habitual, o estabelecimento de ensino inclui este ano novos cursos, como o de nível 4 de “Operações Turísticas e Hoteleiras”, especialmente orientado para a área da receção hoteleira.

A oferta da escola de turismo setubalense vai ao encontro, inclusivamente, do potencial turístico realçado pela própria presidente da Câmara Municipal.

Maria das Dores Meira frisou que Setúbal se está a “afirmar como a grande capital que é com a requalificação urbana da cidade e do concelho”, tendo sempre presente o aumento da atratividade para os visitantes, acrescentando que existe a consciência da necessidade de promover o “desenvolvimento sustentado, para a criação de mais riqueza”.

A autarca destacou que os municípios que partilham o espaço territorial da Arrábida -Setúbal, Sesimbra e Palmela – estão unidos no esforço de potenciar o desenvolvimento e a qualificação do turismo desta região. “Somos um diamante em bruto e que assim tem de continuar em boa parte, pois é precisamente aí que está a nossa beleza”.

O evento contou ainda com as participações dos presidentes do Turismo de Portugal, João Cotrim Figueiredo, e da Confederação de Turismo de Portugal, Francisco Calheiros.