O Centro de Saúde de Alcácer do Sal recebeu, no final de Setembro último, três médicos cubanos, que vêm colmatar as lacunas de falta de clínicos há muito sentidas no concelho. A Câmara Municipal empenhou-se a fundo para que fosse possível um reforço do corpo clínico, que, assim, aumenta a capacidade de resposta à comunidade.

Para Carlos Laginha, Coordenador da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Alcácer do Sal (UCSP), além destes novos médicos (todos eles com experiência e já a trabalhar em Portugal há vários anos), o centro de saúde conta ainda com “mais dois médicos cubanos, um de missão e outro de empresa tal como os três recém-chegados”. A juntar aos médicos cubanos, constam ainda do quadro quatro médicos portugueses, que há bastantes anos ali prestam serviço. No total, adiantou Carlos Laginha, o centro de saúde dispões de “nove médicos de família (cinco cubanos e quatro portugueses) a que acresce mais uma médica de Saúde Pública”.

“Perante este bem-vindo reforço médico, o centro de saúde está a fazer uma distribuição de todos os utentes, de modo a que, finalmente, todos possam ser contemplados com médico assistente”, disse. Assim, serão também reforçadas as consultas nas principais extensões, como no Torrão e na Comporta.

Já o presidente da Câmara, Vítor Proença, lembra que a vinda de mais médicos para o concelho “tem sido uma das grandes bandeiras do executivo municipal e das juntas de freguesia”.