O executivo municipal de Grândola aprovou uma moção a “exigir a reparação urgente do troço da Estrada Nacional (EN) 120, entre Alcácer do Sal e o município grandolense”, tendo em conta a “segurança rodoviária” e o “desenvolvimento regional”. O documento reafirma a preocupação da câmara municipal com o elevado estado de degradação em que se encontra aquele troço da EN 120, que “se agrava de dia para dia, afectando milhares de utentes” e “expondo-os ao perigo constante de acidente”.

A Câmara Municipal de Grândola adianta que continua “a aguardar o agendamento de uma reunião com o presidente do conselho de administração das Estradas de Portugal, SA, solicitada no dia 4 de Fevereiro do presente ano”. O executivo lembra que a situação já foi “por diversas vezes denunciada às autoridades competentes”, mas “continua sem resposta”.

O documento acrescenta que “apesar de todas as tentativas” e “acções levadas a cabo pelas autarquias locais, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral e comissões de utentes, o secretário de Estado das Infra-estruturas, Transportes e Comunicações e as Estradas de Portugal, SA, continuam a ignorar esta situação” e os “diversos apelos feitos, não assumindo as suas responsabilidades”.