Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, e o Padre Ricardo Lameira, enquanto representante da Fábrica da Igreja Paroquial de Santiago de Alcácer, assinaram um protocolo de colaboração entre a autarquia e a igreja. O acordo foi rubricado no salão nobre dos Paços do Concelho, com o pároco a elogiar o comportamento da edilidade.

Vítor Proença_Padre Ricardo Lameiro“Agradeço à câmara a abertura que tem manifestado às minhas propostas”. “Só assim podemos caminhar e levar esta terra para a frente”, disse Ricardo Lameira, durante a cerimónia. O protocolo, segundo a autarquia, “prevê a divulgação e promoção do património religioso, histórico e cultural da cidade de Alcácer do Sal”, bem como “novos horários das Igrejas de Santiago, Santa Maria do Castelo, Santo António e Capela das Onze Mártires Virgens e do Santuário do Senhor Jesus dos Mártires”.

Prevê ainda “a utilização da Igreja de Santo António ou Convento dos Frades para local de velórios e cerimónias fúnebres” e “visa igualmente a atribuição por parte do município de um apoio financeiro para manutenção dos espaços religiosos”. Espaços esses que Vítor Proença classifica como “uma mais-valia para a promoção cultural e turística da cidade”.

Durante a cerimónia foi anunciado que a Igreja de Santa Maria vai ser pintada brevemente, isto depois da Igreja de Santiago já ter sido alvo de intervenção idêntica. Vítor Proença entregou ao Padre Ricardo Lameira um cheque com metade do valor acordado no protocolo de colaboração, verba que o pároco destinou para pagamento de compromissos feitos com a requalificação da Igreja de Santo António ou Convento dos Frades, para que a população possa ter condições para acompanhar as cerimónias fúnebres.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal sublinhou o facto de este tipo de protocolo ser inédito, feito que foi, pela primeira vez, pelo município de Alcácer. “O património religioso da cidade é de grande valor e beleza” e por isso “tem de haver uma conjugação de esforços para os manter nas melhores condições para os visitantes e para as pessoas de Alcácer”, concluiu Vítor Proença.