Jovens da CERCIMA – Cooperativa de Educação e Reabilitação do Cidadão Inadaptado do Montijo e Alcochete – estão a desenvolver trabalhos de jardinagem nos espaços verdes municipais e de apoio administrativo na Universidade Sénior do Montijo. Isto, na sequência de protocolos estabelecidos entre a Câmara Municipal do Montijo com a CERCIMA, tendo em vista “acolher jovens com deficiência em actividades socialmente úteis em estrutura da comunidade”, anunciou a autarquia montijense.

“Estas actividades permitem aos jovens prestar serviços de utilidade social, proporcionando-lhes o desenvolvimento e a manutenção de competências ocupacionais”, explica o município, sublinhando que os protocolos celebrados “têm a duração de oito meses, sendo renováveis se houver interesse de uma ou de ambas as partes”.

A Câmara Municipal do Montijo considera ainda que os referidos protocolos “são instrumentos que permitem promover a igualdade de oportunidades para todos os cidadãos e garantir o direito a um trabalho digno para todos”.