A sensibilização da população para as boas práticas ambientais é o objetivo do Plano Estratégico de Comunicação Ambiental do município de Setúbal, apresentado, na Sala Multiusos do Fórum Municipal Luísa Todi. O Plano Estratégico de Comunicação para a Área do Ambiente comporta um conjunto de ferramentas informativas e comunicacionais, entre as quais o site ambientesetubal.pt, um Guia de Boas Práticas Ambientais, já disponível na internet, folhetos informativos, outdoors e um site direcionado aos mais novos.

Plano Estratégico de Comunicação Ambiental_Setúbal

Na apresentação do Plano Estratégico de Comunicação Ambiental, momento que serviu ainda para o lançamento do site, o vereador do ambiente, Manuel Pisco, frisou que “sendo Setúbal uma cidade com um enquadramento de grande valor ambiental natural, exige uma ação correspondente a esta valorização, pelo que as ferramentas apresentadas são de uma importância extrema para o município e para a população”.

Apesar de a autarquia ter trabalhado ao longo dos anos numa  estratégia ambiental, onde se integram várias áreas como o urbanismo, o ordenamento e manutenção dos espaços verdes, a qualidade do ar, entre outras, segundo o vereador, faltava uma componente essencial, chegar perto das pessoas. “A comunicação com os munícipes é fundamental para incutir renovados hábitos comportamentais e porque as pessoas são os principais agentes para a persecução dos objetivos definidos na estratégia ambiental da Câmara Municipal de Setúbal”.

E sublinhando a necessidade de sensibilizar a população para a adoção de bons comportamentos ambientais, Manuel Pisco realçou a importância da educação ambiental. “As ações desenvolvidas nas escolas têm tido um grande sucesso, pois as crianças levam os ensinamentos para casa. As ações ambientais são uma questão de cultura das sociedades e que devem começar com os mais novos”. E a pensar nas crianças e jovens, no próximo dia cinco de junho, Dia Mundial do Ambiente, vai ser lançado o novo sítio “Ambiente Júnior”, com jogos didáticos e vídeos educativos.

Para a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, “o ambiente está na ordem do dia e vai continuar a estar enquanto as sociedades não forem capazes de mudar hábitos”, nomeadamente no que respeita aos consumos de água e de energia elétrica e à salubridade urbana. Maria das Dores Meira realçou o intuito do plano de comunicação ambiental que pretende mudar hábitos. “Com estas ferramentas procuramos informar e sensibilizar os munícipes sobre o que passa em matéria de questões ambientais em cada freguesia e no concelho”, salientou a autarca.

A edil setubalense frisou ainda que a cidade está hoje muito diferente, para melhor. Melhorias, estas, que são “fruto das campanhas de informação e sensibilização” realizadas durante o ano de 2014. “Não temos uma cidade perfeita, mas comparativamente ao que acontecia há algum tempo atrás, está muito melhor”.

Neste sentido, Maria das Dores Meira deu como exemplo a campanha para a recolha dos dejetos caninos.“Nasceu de uma necessidade da primeira edição do Ouvir a População, Construir o Futuro, programa que aproxima os munícipes da gestão camarária,  e, desde então, as coisas estão muito melhores”, anunciou a autarca, ao adiantar que “50 por cento dos comportamentos até então verificados já não se verificam”.

Convicta de que “com educação e mais comunicação, é possível introduzir a mudança de atitudes e de comportamentos” , Maria das Dores Meira afirmou que assim vai ser possível melhorar a “qualidade ambiental do concelho”, naquele que é mais um contributo para “a salvaguarda do futuro do planeta”. No final do encontro, a autarca deixou o apelo. “Agora, queremos que todos colaborem e façam também a sua parte, respeitando e preservando o ambiente, ajudando a preservar esta nossa casa comum”.

Do Plano Estratégico de Comunicação Ambiental do Município de Setúbal faz parte uma nova página de internet, www.ambiente-setubal.pt, que compila informações legais, normas, campanhas de sensibilização e artigos de fundo. Dos serviços às políticas ambientais, da caracterização da cidade e do património natural, passando pela educação ambiental e pelos compromissos assumidos pelo município nesta esfera da sociedade, a página concentra um conjunto de informação da campanha “Setúbal em Bom Ambiente”.

Destaque, também, para o lançamento da publicação da autarquia “Setúbal em Bom Ambiente – Guia de Boas Práticas Ambientais”, disponível, para já, apenas em formato digital, que destaca um conjunto de ideias para poupar e ajudar a natureza nas mais variadas áreas de intervenção.  A eficiência energética e a qualidade do ar, a recolha de entulhos, monos e óleos alimentares usados, as praias e os dejetos caninos são alguns dos mais variados conteúdos explorados na publicação, bem como as hortas e a compostagem doméstica e a utilização dos espaços verdes do concelho.

Para cada uma das cinco freguesias de Setúbal, a câmara municipal preparou folhetos informativos, com conteúdos “adaptados às necessidades específicas de cada freguesia”, que vão estar disponíveis nas juntas, em equipamentos públicos e vão ser ainda colocados nas caixas de correio dos munícipes. “Estas ferramentas, assim como outras ações segmentadas a dinamizar e que tratam de assuntos como os lixos verdes, os dejetos caninos, os entulhos de obras e ainda os resíduos de estabelecimentos comerciais e de restauração integram a campanha Setúbal em Bom Ambiente”, explicou o coordenador do Serviço Municipal de Comunicação e Imagem da Autarquia, Sérgio Mateus.