Álvaro Beijinha, Nuno Mascarenhas e Pedro do Ó Ramos marcaram presença no evento, que promoveu a região alentajana

A estreia do cante alentejano em Madrid, no Círculo de Bellas Artes, no passado dia 13, contou com as presenças dos presidentes das câmaras municipais de Santiago do Cacém e Sines, Álvaro Beijinha e Nuno Mascarenhas, respectivamente. Além dos autarcas, também Pedro do Ó Ramos, deputado parlamentar do PSD eleito pelo círculo de Setúbal.

Os cantadores de Vila Nova de São Bento (Serpa), d’Os Ganhões de Castro Verde e dos Moços D`uma Cana representaram a arte alentejana.

cante2

“À saída, as cerca de 600 pessoas que enchiam a sala tiveram a oportunidade de provar os sabores do Alentejo, com a degustação de produtos regionais de Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ferreira do Alentejo, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja, os oito municípios por onde vai passar a 12.ª edição do Festival Terras Sem Sombra – festival de música sacra do Baixo Alentejo – cuja apresentação decorreu dia 11 de Fevereiro, na Embaixada de Portugal, e na qual estiveram inseridas estas actividades ligadas ao Alentejo”, explica a autarquia de Santiago do Cacém. O município presidido por Álvaro Beijinha deu a conhecer as suas alcomonias, os seus rebuçados de pinhão e o seu mel, tendo também mostrado o seu artesanato para acondicionamento e decoração de mesa. Foram ainda distribuídos, pelos presentes, folhetos de promoção turística do concelho na língua espanhola.

O Terras sem Sombra vai decorrer entre até Julho, numa organização do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja. Santiago do Cacém volta este ano a fazer parte do roteiro deste Festival, que conjuga a música sacra com actividades ligadas à preservação do ambiente e à biodiversidade. A passagem do FTSS por Santiago do Cacém está agendada para os dias 2 e 3 de Abril.