A primeira de oito Opções Participadas com a população de todo o concelho sobre Plano de Actividades e Orçamento para 2017, teve lugar no Grupo Recreativo e Desportivo de Palhais.

O presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto, os vereadores Sónia Lobo, Regina Janeiro, Sofia Martins e Rui Lopo, e a presidente da União das Freguesias do Barreiro e Lavradio, Ana Porfírio, responderam às questões colocadas pelos munícipes e apresentaram os projectos para 2017 ao nível do concelho e da freguesia do Barreiro.

As grandes questões que se colocam ao município são, entre outras, o reforço da actividade portuária, o desenvolvimento do projecto ARS, a Terceira Travessia do Tejo, a Ponte Rodoviária Barreiro-Seixal, a ponderação da possibilidade da construção de uma ligação rodoviária Barreiro-Montijo, o reforço do Polo Ferroviário do Barreiro, o acompanhamento e intervenção sobre a localização do Novo Aeroporto de Lisboa e a melhoria dos serviços públicos, particularmente nas áreas da saúde, educação, segurança.

“Em desenvolvimento para 2017, o município continuará a investir no reforço da participação, democracia e cidadania, nos contributos para a dinamização do emprego e desenvolvimento económico, na promoção da melhoria do ambiente e qualidade de vida, numa gestão do território suportado no desenvolvimento sustentável, na melhoria da mobilidade e as acessibilidades, na Acção Social e Intervenção Sociocultural, numa gestão económico-financeira e administrativa mais eficaz”, refere a autarquia em comunicado.

Relativamente à freguesia do Barreiro, os autarcas abordaram as obras em curso ou previstas relativamente ao Campo das Cordoarias, o novo acesso entre a Praça da Paz e o Largo Alexandre Herculano, a instalação da 5ª esquadra da PSP no Café Barreiro, a requalificação da Rua Almirante Reis, a remodelação e ampliação do moinho de maré pequeno, praça e zona envolvente, a valorização da zona de Alburrica e a intervenção nos três moinhos de ventos, a o reforço de ilhas ecológicas, entre outras.

Abordaram ainda questões a nível concelhio relacionadas com o investimento em termos de águas e saneamento, repavimentações, renovação das viaturas e máquinas municipais, actividade sociocultural, investimento nos Transportes Colectivos do Barreiro entre outras, que vão continuar ou mesmo ser reforçadas em 2017.