A presidente da federação distrital de Setúbal do Partido Socialista (PS), Ana Catarina Mendes, que encabeça a lista dos socialistas por este círculo eleitoral, já veio a terreiro refutar acusações internas, em relação ao processo da escolha de lista. Em declarações ao jornal Expresso, Ana Catarina Mendes sublinhou que “não é verdade” que os apoiantes de António José Seguro, ex secretário-geral do PS, não tivessem sido tidos em consideração na elaboração das listas.

De acordo com a presidente da distrital de Setúbal até um primo de António José Seguro foi convidado a integrar as listas, mas o mesmo terá recusado. “Não houve nenhum sectarismo e presumo que seja a única lista no país que tenha a paridade cumprida: 50 por cento de homens, 50 por cento de mulheres”, justificou Ana Catarina Mendes.