Alcochete entra hoje em festa. Vão ser sete dias de comemorações de uma tradição ímpar, com a realização das principais festividades do concelho: as Festas do Barrete Verde e das Salinas de Alcochete, que homenageiam as três principais figuras da terra – o forcado, o salineiro e o campino. Daí que a festa brava bem como a vertente religiosa assumam principal destaque nos festejos. Corridas de toiros, 13 largadas, com entradas e recolhas de toiros na vila, dizem bem do forte cariz tauromáquico presente na programação deste ano.

Mas não é só a festa brava que marca as Festas do Barrete Verde e das Salinas. A fraternidade, o convívio, sobretudo, com a realização da Noite da Sardinha Assada, abrilhantada pela inigualável arruada com a charanga de Alcochete, é um dos momentos mais entusiásticos que não deixa ninguém indiferente. Tal como a Procissão por Terra e por Mar em Honra de Nossa Senhora da Vida.

Os espetáculos, destacando-se o habitual concerto da Banda da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 de Alcochete, e as diversas outras atividades nos domínios cultural e recreativo traduzem umas das festividades mais carismáticas da região.

As celebrações terminam na próxima quinta-feira, numa noite em que Jorge Nice sobe ao palco, seguindo-se as atuações de Nélio Pinto, Veríssimo e Pão com Manteiga, antes do habitual espetáculo piromusical.