Este é o segundo acordo assegurado para a Península de Setúbal. O primeiro, no valor de 3,5 milhões e a visar o apoio às zonas rurais, foi assinado a 27 de Janeiro, na presença do primeiro-ministro

A Associação de Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal (ADREPES) garantiu mais de três milhões de euros para o desenvolvimento das zonas costeiras da região. A associação assinou, na passada segunda-feira, em Vila do Conde, um contrato com as Autoridades de Gestão dos fundos financiadores que permitirão canalizar a referida verba “para apoiar o desenvolvimento sustentável das zonas costeiras e ribeirinhas da Península de Setúbal”.

Na cerimónia estiveram presentes a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, e o secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nélson de Souza, bem como os representantes dos Grupos de Acção Local Pescas de todo o País. “O contrato de cerca de 3,1 milhões de euros insere-se no Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC) e vai permitir apoiar iniciativas que vão desde a criação de empresas ligadas ao mar, até à conservação do património marítimo, passando pelo desenvolvimento de circuitos curtos de comercialização, promoção de produtos locais de qualidade e desenvolvimento de novas metodologias, novos processos e produtos”, explica a ADREPES em nota de Imprensa enviada ao DIÁRIO DA REGIÃO. De acordo com a ministra do Mar, prevê-se que o período para a apresentação de candidaturas tenha início durante o primeiro semestre deste ano.

No passado dia 27 de Janeiro, recorde-se, a ADREPES já tinha assegurado também cerca 3,5 milhões para apoiar as zonas rurais da região (ver caixa). Desta forma, a associação já garantiu cerca 7,5 milhões de euros de financiamento que vão permitir alavancar um investimento na ordem dos 15 milhões de euros em iniciativas no âmbito do DLBC. Além disso, a associação esclarece que aguarda ainda “a conclusão do processo que permitirá apoiar também as zonas urbanas com problemas de exclusão”.

“A assinatura destes contratos é o culminar de um processo de construção da Estratégia de Desenvolvimento Local da Península de Setúbal 2014-2020, liderado pela ADREPES, que teve início em Fevereiro de 2014 e que envolveu mais de 300 entidades locais e regionais representativas dos interesses económicos, ambientais, sociais e culturais, com destaque para autarquias locais, institutos públicos, cooperativas, empresas e associações”, sublinha a associação.

Primeiro acordo rubricado perante António Costa

A assinatura do acordo que estabelece a atribuição de 3,5 milhões de euros para investimento nas zonas rurais da região foi rubricado em Ponte de Sor, perante o primeiro-ministro, António Costa, que esteve acompanhado pelos ministros Capoulas Santos (Agricultura) e Pedro Marques (Planeamento e Infra-estruturas), bem como pelos representantes de todos os grupos de acção local rurais do Continente.

Este contrato prevê um financiamento destinado a apoiar projectos relacionados com o desenvolvimento rural da região, em particular pequenos investimentos e diversificação de actividades nas explorações agrícolas, transformação e comercialização de produtos agrícolas, promoção de produtos locais de qualidade, cadeias curtas e mercados locais, apoio ao empreendedorismo, preservação do património e apoio social.