Cerca de 30 mil pessoas marcaram presença na tradicional tarde do fogareiro das Festas da Moita, com a autarquia a considerar que se trata de uma iniciativa com cada vez mais participantes.

Após a largada de toiros da manhã, a principal avenida da vila da Moita foi transformada em local de animação e convívio, com milhares de pessoas na rua. As mesas e cadeiras são colocadas ao longo da avenida e os fogareiros espalhados um pouco por todo o lado, numa iniciativa que está incluída nas festas em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem.

“É difícil calcular o número de pessoas presentes aqui na tarde do fogareiro, mas acredito que aqui estejam cerca de 30 mil pessoas. A evolução desta iniciativa, que vai na sua 11ª edição, vem sendo gradual, com uma adesão cada vez maior”, disse Rui Garcia, presidente da Câmara da Moita.

As festas da Moita, que terminam no domingo, contaram também com a presença de milhares de pessoas nas várias largadas de toiros que ocorreram na avenida Dr. Teófilo Braga.

Na largada de terça-feira, um homem de 70 anos morreu depois de ter sido colhido por um toiro, enquanto no ano passado duas pessoas também perderam a vida depois de terem sido colhidas.

“Temos que lamentar os acidentes nas nossas festas, ainda mais quando têm estas consequências, mas temos que entender que os acidentes acontecem em qualquer circunstância”, salientou.