Não me perguntem porquê! Nem eu sei responder! Agora, que todos os dias e a todas as horas se fala da Grécia, não me vem à cabeça em primeiro lugar, o nome de qualquer grego ilustre, dos antepassados ilustres, aos mais contemporâneos bem conhecidos e famosos!


Nada de Platão, Lisipo, Esculápio ou Sócrates! Nem Homero, Protágoras, Aristóteles ou Pitágoras! Tão pouco Onassis ou sequer Nava Moúökovpn (Nana Mouskouri para os amigos e admiradores). Nem Demis Roussos, que há pouco deixou o Mundo mais pobre com a sua partida! Quando se fala na Grécia, a minha imaginação fica de imediato inundada com a imagem não de um grego, mas, calcule-se de um Mexicano! México Americano famoso desde que em 1964, conquista o Mundo com uma interpretação espantosa no filme Greco-Americano de Micael Cocoyannis – Zorba o Grego! E a dança que Antony Quin interpreta no filme ficará para sempre como a impressão indelével do Zorba o Grego e do seu temperamento “…Se eu tiver vontade, você sabe,… só se eu tiver vontade…”


Tudo isto teria apenas um efeito episódico se não assentasse na perfeição do que é a semelhança com a realidade concreta com que se depara o Povo Grego! Enquanto decorriam as negociações do Governo Gregos com os “parceiros”, antigos credores… o povo Grego, cantava e dançava na rua, depois da estrondosa vitória do seu Governo que conforme prometera escorraçara a Troica…Aceitara sim os mesmos Senhores, mas com outro vestuário!


E a dança continuava animadíssima! E quando alguém perguntou, e trabalho!? Não vamos trabalhar!?, logo o Coro respondeu: “…Só se eu tiver vontade, você sabe,…só se eu tiver vontade,…”, e correram logo com o desestabilizador, que ali deveria estar a mando do novo Eixo do Mal Essa gente maléfica da Península Ibérica!


Logo no início das negociações se percebeu que aquilo era gente de negociação muito dura! Altivos, arrogantes e sobranceiros, como que sabe que a razão está do seu lado… Percebeu-se de imediato que a Europa estava condenada a obedecer ou então aquilo ia acabar mal!…E é verdade que acabou! De rabo entre as pernas, regressam sem austeridade mas com “compromissos” suficientes para poderem ver a cor do dinheiro para que os Zorbistas não morressem de fome até que os Parceiros pudessem avalizar o cumprimento destes!


Mas o mais tolo é sempre quem julga tolos os outros! Muitos gregos já descobriram a marosca, e confrontam os heróis com o insucesso encapotado!


Que não, que nada! Foi uma conspiração! Foi a Reacção! Portugal e Espanha queriam, nem mais nem menos, derrubar o Governo da Grécia! “E só não caiu, vejam bem porque fomos mais fortes do que eles”!, diziam para gregos ouvir os autores da estratégia grega em Bruxelas. Depois do insucesso e do pontapé no traseiro havia que arranja um inimigo externo para bode expiatório! Estratégia muito velha e já dessorada, mas que alguns ingénuos ainda engolem!


Não estive nas negociações, como é óbvio, e como é óbvio também não estiveram um conjunto pouco respeitável de “fazedores de opinião” que a soldo de interesses inconfessados e inconfessáveis vomitam tretas como se fossem trutas…


Não estive, mas se por acaso os Representantes do meu País não facilitaram a satisfação das exigências absurdas da Grécia, eu fico muito feliz por isso! Recordo que as experiências brutais por que passamos exigem o respeito de quem pede pela terceira vez apoio da Troica…digo…Instituições enquanto nós por cá, começamos a pagar antecipadamente o que origina a poupança de muitos milhões e juros, medida apoiada pela esmagadora dos Especialistas nestas matérias, e como até o líder da Oposição reconhece estamos diferente (para melhor, é entendido!) do que há quatro anos! Mas, recordo ainda para os mais distraídos, ou que se fazem como tal, que a quando da entrada de Portugal na então CEE, houve a oposição frontal da Grécia e que só a aceitou, após a cedência da Comunidade à sua chantagem com mais verbas, além das que os Gregos já tinham acordado!!…


Recordo ainda que Portugal tem investido na Grécia Mil e cem milhões de Euros! Coisa pouca,… Para os já estafados e bem conhecidos defensores da solidariedade com…o dinheiro dos outros… Se os Representante do meu País defenderam bem os interesses, só tenho que estar muito feliz com isso!


Sei que há gente que não estará! Sei, mas não entendo!… Ou talvez entenda bem demais! Para os detratores sistemáticos da verdade, para os que querem pescar em águas turvas para os adeptos do “quanto pior, melhor…” para os promotores de incêndios para tirar proveito da Terra Queimada toda a confusão, mentirola, meias verdades, ou até profundas injustiças são meios que justificam os fins! Há gente boa para muita coisa, mas também há gentalha capaz de tudo!


Quem parece estar em profunda reflexão sobre o que não há-de dizer amanhã, é o Dr. António Costa! Syrizista desde a vitória robusta deste partido na Grécia entrou em ponto morto nos dias seguintes e hoje, nem carne nem peixe. Passou a chamar-se o Dr. António Nim! Um autentico balão furado! Com a mesma faca com que apunhalou o seu camarada Seguro pelas costas! É a vida, como dizia o seu camarada Guterres que também quanto às Presidenciais diz nim com a boca cheia do lodo do qual conseguiu fugiu a tempo…


Mas Costa não desiste e abandona os Gregos. Vira-se para os Chineses! E numa tirada cheia de impacto agradece, atento, venerador e obrigado o extremo favor de estes terem investido em Portugal! Claro que o Capital Chinês percebeu logo que era aquele o seu preferido pois investir por cá era do interesse dos mabecos autóctones e com aquele macho alfa seria como cortar manteiga no verão…


A actual tragédia Grega, não é a escrita por Sófocles.


É uma tragédia que atingiu, atinge atingirá milhões de pessoas indefesas vítimas de pessoas infames que os governaram mal, lhes deram e dão falsas esperanças que os iludiram e iludem em benefício próprio ou de grupos e gangues internacionais que manipulam e subjugam ao ser humanos em nome de ideologias, projectos e objectivos, que jamais se alcançam sem trabalho e respeito. Não se pode, em nome de falsas solidariedades, subverter a lógica das coisas para escravizar quem produz com o seu suor e esforço em benefício dos Zorbeiros que cantam e dançam, não no intervalo dos trabalhos, mas em vez destes! Em qualquer parte do Mundo!


Pelas bandas de cá,…Um PREC com destruição da frágil economia, arraso da produção agrícola com uma Reforma(?) Agrária, perseguições e fugas de pessoas e capitais para o Estrangeiro três bancarrota em quarenta anos, …é obra! De novecentas toneladas de oiro, do que se convencionou chamar de “Pesada Herança” serem vendidas seiscentas, sem ninguém dar cavaco a indígena,…é mais que obra! Se há proteção sistemática dos mais fortes em detrimento dos mais fracos chama-se escravatura!


Se quem manda é o dinheiro chama-se plutocracia. E se há gente a roubar sem que haja lei que os puna e responsabilize, chama-se cleptocracia…! Se for de malucos para malucos, chamar-se-á provavelmente de Loucocracia


Convencionou-se dizer que vivemos em Democracia, apenas porque nos é concedido o direito de escolher os nossos algozes…


E se em Democracia, há sempre alternativas,…não se devem estar a referir-se esta com certeza!

Fotografia de capa por Tim Green aka atoach

The following two tabs change content below.

Mendes Ferreira

Ortopedista e Médico do Trabalho
Médico Especialista Cirurgia Ortopedia e Traumatológica; Assistente Hospital Universidade de Coimbra; Médico Hospital de Faro e Setúbal; Médico do Trabalho em diversas Organizações e Empresas; Clínica Privada em Lisboa e Setúbal. Actualmente gozando a sua reforma, faz o que lhe dá na gana, já que a sua activa vida não lhe concedia tempo, diversificando actividades e atenção , acabando...por não ter tempo para fazer tudo aquilo que gostaria de fazer...

Últimos textos de Mendes Ferreira (ver todos)