Baseado no programa televisivo Japonês Dragons’ Den a American Broadcasting Company dos Estados Unidos estreou em 2009 o reality show de competição Shark Tank. Em 2015 ele aparece nas televisões Portuguesas. O objetivo é fomentar ideias criativas e o empreendedorismo, trazer jovens empresários para a ribalta lançando as suas ideias de negócio e assim angariarem financiamento para o investimento necessário, a partir de um painel de investidores, empresários conceituados no mercado.


Foi assim que aos 9 anos Moziah Bridges se deparou com o empresário e investidor, Daymond John. Para além de um investidor Moziah Bridges arranjou também um amigo e um mentor que o levou rapidamente para o sucesso. Este gaiato, atualmente com 13 anos de idade, sempre teve uma paixão por gravatas-borboleta, também conhecidas como laços papillon, mas dificilmente encontrava algo que lhe agradasse. Só lhe restava uma solução: recorrer ao “faça-você-mesmo”. Com a ajuda da avó e da mãe preparou-se para dar os primeiros passos para o sucesso. Criou a sua marca, a “Mo’s Bows” e hoje em dia, as célebres gravatas-borboleta até podem ser encontradas nas luxuosas lojas Neiman Marcus. Moziah Bridges, apaixonado pela moda, diz que, até aos 20 anos, deseja ter a sua própria linha de roupa.


Mas no mundo do empreendedorismo jovem não nos ficamos por aqui. Noa Mintz, com 15 anos criou a sua própria empresa de baby sitters, “Nannies by Noa”, que passou de 50 clientes em 2013 para 190 em 2014. A agência já conta com 25 pessoas em período integral e 50 para cuidados ocasionais. Com um volume de negócios tão grande, Noa optou por contratar uma gestora e assim poder concentrar-se nos estudos.


Mas os casos dos jovens empreendedores não surgem só na “Terra dos Sonhos”. Bem pertinho de nós, aqui na Irlanda, Jordan Casey é o mais recente caso de empreendedorismo jovem. Com apenas 14 anos já tem três empresas e apesar de serem os pais a geri-las é o jovem quem desenvolve os projectos. Em 2012 Jordan criou o seu primeiro jogo, “Alien Ball vs. Humans” e desde logo deu nas vistas. A sua primeira empresa, a “Casey Games”, dedica-se ao desenvolvimento de jogos para smartphones e outros equipamentos eletrónicos. A sua segunda empresa destinada aos professores, a “TeachWare”, é um projeto no qual os professores, on-line, podem gerir a informação dos alunos e respetivas notas escolares. Casey afirma que mais de 300 professores são usuários da TechWare. A terceira empresa, a “Eventzy”, é uma plataforma para administrar eventos que terá uma versão gratuita para organizar pequenos eventos e uma versão paga para eventos maiores. Além disso, os usuários poderão promover os eventos nas redes sociais por meio da plataforma. O jovem Irlandês é também embaixador no BizWorld.org, organização que incentiva os mais novos a tornarem-se empreendedores. Devido aos seus conhecimentos e espírito de empreendedor, Jordan participa de forma regular em conferências onde fala da sua experiência. Já participou nas famosas TED e em feiras de tecnologia como a Websumit. À pergunta sobre o segredo do seu sucesso, Jordan entusiasticamente responde: “Começar cedo. Daqui a 10 anos vou ter 25 anos e já tenho 16 de experiência profissional, e isso é muito importante. O futuro está no digital e dentro de poucos anos tudo será digital, inclusive a educação”.


Webgrafia:

http://expresso.sapo.pt/aos-11-anos-faz-sucesso-a-vender-lacos-papillon=f826904

http://lifestyle.sapo.pt/vida-e-carreira/em-foco/artigos/tem-14-anos-e-ja-fundou-tres-empresas

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/Fotografia de capa por Benson Kua

The following two tabs change content below.

Margarida Martins

Presidente da Assembleia-geral da Associação Juvenil Odisseia
Fundadora da Associação Juvenil Odisseia em 1998 procurou dar uma resposta alternativa ao associativismo local. Licenciada em Psicologia, Mestrado em Orientação e Desenvolvimento da Carreira e Doutoramento em Excelência Empresarial, trabalha na área da educação há mais de 30 anos. A educação é o seu grande objectivo lutando para a adequação de estratégias perante os desafios do século XXI. No presente, encontra-se a participar no projeto nacional "A New Beginning for Portugal".

Últimos textos de Margarida Martins (ver todos)