Quando falamos em desporto para Todos, pretendemos focar a noção de oportunidade e acesso à prática desportiva para qualquer pessoa, mas por vezes negligenciamos a oferta disponível, ou até a existência de aposta em determinadas modalidades.


Na área do desporto adaptado, e nomeadamente ao nível da área cognitiva ou da paralisia cerebral, muitas das práticas desportivas, sejam elas realizadas na escola, nos centros ou em clubes, são orientadas em modalidades indoor, ou com baixo nível de risco. As modalidades náuticas dispõem de uma componente natural ao nível dos recursos hídricos, relação com a fauna e flora, e um conjunto de estímulos sensoriais do exterior, benéficas a todos os praticantes, nomeadamente a pessoas com deficiência.


Neste sentido, e numa tentativa de criar ferramentas para os profissionais de educação relacionados com a área da deficiência, a APCAS encontra-se neste momento liderar um projeto em parceria com a Direção Geral de Educação, a Faculdade de Motricidade Humana e a Câmara Municipal do Seixal, onde estão programados 20 manuais de modalidades desportivas, com ferramentas de trabalho para o desporto adaptado, e onde se destacam a canoagem, a vela, o remo e o surf, como modalidades náuticas.


Estamos a falar de um “passo” gigantesco na oferta de informação e meios técnicos para a promoção destas modalidades nas escolas e instituições, procurando a ligação entre o conhecimento da área da psicomotricidade e do treino de cada modalidade.


Apesar dos programas de formação escolar não incluírem nenhumas destas modalidades como obrigatória, mas como opção, muito devido às condições necessárias para estas práticas, urge unir esforços entre o sistema de ensino nacional, as federações desportivas e o governo, na procura da potencialização das modalidades náuticas na escola, procurando criar condições mínimas para a sensibilização do desporto náutico como marca do ensino nacional, aliando os seus benefícios e ganhos ao nível social e psicológico.


Se todos contribuirmos e trabalharmos em equipa, acredito que “amanhã” poderemos voltar a ser um país de verdadeiros marinheiros…eu Acredito, e você?

Fotografia de capa por Fotos GOVBA

The following two tabs change content below.

Ivo Quendera

Licenciado em Desporto

Últimos textos de Ivo Quendera (ver todos)