No passado dia 17 de setembro, “Dia da Gestão da Mobilidade” no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade 2015, apresentaram-se os primeiros resultados do inquérito à mobilidade e transportes em Almada durante uma sessão pública que decorreu na Sala do Cine-Teatro da Academia Almadense e que contou com a participação de representantes de diferentes municípios, empresas, agências de energia, universidades e da administração central.

O inquérito à mobilidade, cujo trabalho de campo decorreu entre março e maio de 2015, foi realizado no âmbito do Plano Estratégico de Mobilidade Urbana de Almada, PUMA, que se encontra em desenvolvimento. Os resultados preliminares apurados até à data permitiram obter desde já interessantes conclusões:

a) Almada tem uma elevada taxa de atratividade: das cerca de 286 mil viagens efetuadas diariamente pelos residentes, 68% são intraconcelhias;

b) Em média, cada residente demora cerca de 25 minutos por viagem para o trabalho, o que representa uma melhoria muito significativa relativamente aos 32 minutos de 2006;

c) A repartição modal das viagens casa-trabalho também sofreu uma evolução positiva – 47% das viagens realizam-se em transporte individual (menos 3% que em 2006) e 31% das viagens em transporte coletivo (mais 1% que em 2006).

d) O número médio de veículos por agregado familiar diminuiu, provavelmente devido á crise económica dos últimos anos e à melhoria da oferta de transporte coletivo;

e) 80% dos utilizadores de bicicleta fazem-no regularmente – a quota de utilização da bicicleta nas deslocações quotidianas, sendo ainda pouco significativa, tem tendência a aumentar sendo essa vontade declarada pelos inquiridos;

f) A avaliação do sistema de transportes coletivos de Almada é globalmente positiva para todos os operadores, e revela uma melhoria muito significativa face a 2006. A importância da expansão do MST foi também reconhecida por parte dos inquiridos.

Os resultados finais do inquérito á mobilidade realizado em 2015, cujo apuramento se encontra ainda em curso, permitirão identificar e avaliar soluções mais adequadas para concretizar um sistema de mobilidade eficiente, atrativo, sustentável e integrado ao nível metropolitano, que responda às necessidades de transporte e deslocação da população. O objetivo é alcançar padrões de mobilidade urbana mais sustentáveis do ponto de vista energético e carbónico, que contribuam positivamente para uma cidade dinâmica, próspera, inclusiva e de baixo carbono.

Mais informações:
AGENEAL, Agência Municipal de Energia de Almada
Rua Bernardo Francisco da Costa, 44
Tel. 21 272 23 80 | [email protected]
www.ageneal.pt

The following two tabs change content below.

AGENEAL

Agência Municipal de Energia de Almada
A Agência Municipal de Energia de Almada, AGENEAL, é uma associação privada sem fins lucrativos, criada em Março de 1999, que tem por objetivo contribuir para o aumento da eficiência energética e para a melhoria do aproveitamento das energias renováveis no Concelho de Almada, podendo a sua atividade estender-se a outras regiões.

Últimos textos de AGENEAL (ver todos)