A zona histórica de Sines, é um local de encontro de culturas, tendo em conta a grande quantidade de elementos das tripulações dos navios que escalam Sines, provenientes de muitas partes do mundo, sendo por isso uma zona que importa dinamizar.

A abertura de amplos espaços comerciais tem vindo a contribuir para enfraquecer e estagnar comércio local, mas não é motivo para deixar de se apostar na abertura de novas lojas e no acolhimento agradável como forma de dinamizar e trazer vida a uma zona que se quer atractiva.

Inaugurada a 4 de Abril numa das principais ruas da zona histórica de Sines, O Coração Lusitano, loja de artesanato, a par com a inauguração da loja Trendy, pronto-a-vestir no 15 de Abril, também numa rua próxima, são dois espaços de acolhimento agradável que pretendem contribuir para em conjunto com os demais, prestar um serviço acolhedor a todos os seus clientes, fazendo a diferença entre a relação qualidade/preço.

Mas o potencial de Sines enquanto ponto de passagem de culturas, é o facto de se poder aliar a sua rica história, ao bem servir, o que pode ser um factor que ajuda a dinamizar o comercio local.

Fotografia de nmorao

The following two tabs change content below.

Américo Lourenço

Vigilante no Porto de Sines
Nascido em Lisboa a 29-06-1963, viveu a sua infância e adolescencia em S. Domingos de Benfica. Foi tripulante voluntário de um navio e na Expo 98, e outros acontecimentos. Vive em Sines desde 1992 onde colabora na área da segurança na estrutura portuária daquela cidade. Concluiu o 12º ano, e adquiriu o gosto pela leitura e pela escrita, e interessa-se pelas questões sociais, pelo debate de ideias, continuando a alimentar o sonho de um país melhor.

Últimos textos de Américo Lourenço (ver todos)