Em abril, o Gabinete de Informação do Parlamento Europeu promove uma série integrada de iniciativas de comunicação no norte do país. Pretende-se aproximar a Instituição dos cidadãos convidando-os a participar em diversas atividades, desde uma conferência e uma ação de formação até a um ciclo de cinema, passando também por uma exposição sobre a história de Portugal na integração europeia.


O programa inicia-se na quinta-feira 23 de abril, no Porto, com uma ação de formação sobre “Comunicar a Europa” dirigida a jornalistas, estudantes e profissionais de comunicação, mas, também ao público em geral. A formação realiza-se no Centro Europe Direct do Porto e é gratuita, estando sujeita a inscrição prévia.


No dia seguinte, sexta 24 de abril, às 9h30, tem lugar na Universidade Católica do Porto, no pólo da Foz do Douro, uma Conferência dedicada aos 30 anos da assinatura do Tratado de adesão de Portugal às então Comunidades Europeias. Os eurodeputados Elisa Ferreira (S&D), Paulo Rangel (PPE) e António Marinho e Pinto (ALDE) já confirmaram presença para debater e traçar o balanço da integração económica portuguesa na União Europeia, assim como, delinear perspectivas. O segundo painel da conferência conta com um académico da Universidade parceira, com representantes de uma associação empresarial e com representantes das centrais sindicais CGTP e UGT. A moderação fica a cargo de Manuel Carvalho, jornalista do jornal Público.


À tarde as atividades prosseguem em Paços de Ferreira, onde se inaugura a Exposição Portugal Europeu – Meio Século de História na Câmara Municipal com a presença do Presidente da Câmara. A exposição estará aberta ao público até ao dia 21 de maio e visa receber alunos do ensino secundário e do ensino profissional que se queiram candidatar ao Concurso Euroscola. Os vencedores serão convidadas a participar numa sessão da Euroscola no Parlamento Europeu em Estrasburgo.


No mesmo dia à noite inicia-se o ciclo de Cinema na Casa das Artes, no Porto, com três filmes finalistas do Prémio LUX, atribuído, anualmente, pelo Parlamento Europeu desde 2007. O prémio promove a produção cinematográfica europeia e estimula o debate público sobre valores europeus. A primeira sessão, às 21.30, exibe o vencedor de 2012: Io Sono Li, do realizador italiano Andrea Segre. A película trata de uma história de amor na Lagoa de Veneza, onde a imigração chinesa, o conflito entre a pertença na comunidade de origem e as aspirações individuais são o retrato de uma nova sociedade italiana. No sábado, 25 de abril, no mesmo horário, é a vez de Attenberg, da realizadora grega Athina Rachel Tsangari, finalista do Prémio LUX 2011, que conta a história de Marina, uma jovem à descoberta da espécie humana que considera estranha e repelente. No último dia, domingo 26 de abril, também às 21.30, o ciclo termina com Miele, uma coprodução francesa e italiana, da realizadora italiana Valeria Golino. O filme foi finalista da edição de 2013 e retrata uma mulher que ajuda doentes terminais a morrer e a sua relação com um novo paciente “perfeitamente saudável”.

Fotografia de capa por YanniKouts

The following two tabs change content below.

Parlamento Europeu

Gabinete de Informação do Parlamento Europeu em Portugal

Últimos textos de Parlamento Europeu (ver todos)