Chamados Soldados da Paz, as corporações de Bombeiros são a garantia de socorro às vitimas de acidentes, ao combate aos incêndios e apoio a situações de vulnerabilidade, sendo também uma escola de civismo onde os cidadãos, ao darem de si, estão também a valorizar-se enquanto seres humanos.

As atitudes de um bombeiro devem estar isentas de interesses pessoais que não sejam, estar próximo daqueles que precisam, procurando fazer o bem, sem olhar a raças, credos, ou condição social, colocando em prática, gestos ao serviço do próximo, e sendo solidário com aqueles que mais precisam.

Pelas suas caraterísticas industriais e piscatórias, Sines é uma localidade cujo corpo de Bombeiros deve ser a resposta eficaz, e onde quem integra aquela entidade deve ter como único objectivo, não apenas servir, mas ser um exemplo para que outros possam sentir-se motivados.

Numa corporação onde é preciso que todos possam trabalhar com o mesmo objetivo, não deixa de ser desmotivador que existam perseguições pessoais, e atitudes que não dignificam uma casa de Soldados da Paz, a viver em clima de guerra.

The following two tabs change content below.

Américo Lourenço

Vigilante no Porto de Sines
Nascido em Lisboa a 29-06-1963, viveu a sua infância e adolescencia em S. Domingos de Benfica. Foi tripulante voluntário de um navio e na Expo 98, e outros acontecimentos. Vive em Sines desde 1992 onde colabora na área da segurança na estrutura portuária daquela cidade. Concluiu o 12º ano, e adquiriu o gosto pela leitura e pela escrita, e interessa-se pelas questões sociais, pelo debate de ideias, continuando a alimentar o sonho de um país melhor.

Últimos textos de Américo Lourenço (ver todos)