A Câmara Municipal de Almada (CMA) promove uma sessão pública sobre Arte-Xávega na Costa da Caparica, no âmbito do processo de registo desta forma de pesca tradicional no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

A sessão tem lugar no dia 10 de setembro (5ªfeira), pelas 21h, no Posto de Turismo, na Costa da Caparica.

O objetivo é refletir sobre a importância económica, cultural e turística desta atividade que esteve na origem do povoamento da Costa da Caparica, em 1770, e que ainda perdura.

A sessão pública inclui a visita à exposição itinerante sobre Arte-Xávega na Costa da Caparica. Segue-se a apresentação de um vídeo documental sobre o mesmo tema.

A Câmara Municipal de Almada tomou a iniciativa de propor, junto da Direção-Geral do Património Cultural, o registo da Arte-Xávega na Costa da Caparica no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, processo que se encontra em consulta pública até 11 de setembro de 2015.

A Arte-Xávega consiste numa técnica de pesca tradicional em que é utilizada uma rede de cerco, lançada no mar e depois puxada para terra. Esta técnica, praticada também em outras regiões do país, foi trazida para a Costa da Caparica por comunidades piscatórias de Ílhavo e Olhão no século XVIII.