O presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes, e a vereadora do pelouro da saúde, Carina Batista, reuniram ontem, em Grândola, com o Dr. Jorge Sanches, presidente do conselho de administração da ULSLA e com o Dr. Horácio Feiteiro, diretor clinico dos cuidados de saúde primários da ULSLA.

O reforço nos serviços de saúde prestados no concelho a partir de 1 de agosto com o alargamento do horário do SAP de Grândola até às 22 horas e a entrada em funcionamento de uma unidade móvel de saúde de apoio às praias de Melides e Carvalhal, com uma equipa permanente de profissionais de saúde, são as principais garantias apresentadas pelos responsáveis da unidade local no decorrer da reunião agendada no seguimento das reivindicações de mais e melhores serviços para o concelho e região.

A ULSLA informou também que solicitou para a região um reforço de seis médicos, dos quais dois estão destinados para Grândola. A confirmar-se este reforço, a ULSLA garante que, desta forma, vai conseguir dar uma resposta descentralizada à população de Canal Caveira. O presidente da câmara reiterou a disponibilidade do município para criar incentivos à fixação de médicos a longo prazo, nomeadamente ao nível do apoio à habitação.

Sobre estes desenvolvimentos, António Figueira Mendes salienta que “Apesar destas soluções não colmatarem todas as necessidades, reconhecemos que vêm melhorar, ligeiramente, os serviços de saúde prestados no concelho”, concluindo “Este pequeno passo é fruto do trabalho reivindicativo de entidades e instituições locais e das populações, que têm lutado por mais e melhores serviços de saúde para o nosso concelho e para a nossa região – É preciso continuar a lutar”.