Mais de três dezenas de espetáculos e outras atividades culturais preenchem o programa do Festival Internacional de Teatro de Setúbal – XVII Festa do Teatro, que se realiza entre 20 de agosto e 5 de setembro.

O festival, dinamizado pelo Teatro Estúdio Fontenova em parceria com a Câmara Municipal, conta com a participação de várias companhias cénicas portuguesas, oriundas, por exemplo de Setúbal, Lisboa, Sintra, Amadora, Covilhã, Faro e Beja, mas também estrangeiras, caso das representações de Espanha, Brasil e Alemanha, incluindo uma coprodução luso-germânica.

O certame vai muito além dos espetáculos teatrais, com o cartaz a reservar igualmente tertúlias, sessões de cinema e concertos.

A XVII Festa do Teatro começa precisamente com um apontamento musical, a 20 de agosto, pelas 19h00, nos claustros do Convento de Jesus.

O dia inaugural termina com o Teatro Estúdio Fontenova a apresentar, pelas 22h00, no Fórum Municipal Luísa Todi, a produção “O Homúnculo”.

A companhia Um Coletivo leva “A Mais Terna Ilusão” num dos palcos da Escola Secundária Sebastião da Gama, às 19h00 do dia 21, seguindo-se, às 22h00, no outro palco do estabelecimento de ensino, “E a cabeça tem de ficar”, pela Chão de Oliva.

O dia 21 inclui uma sessão de cinema, às 22h00, no Parque Urbano de Albarquel, e um concerto de Tio Rex, às 23h30, no Pátio do Dimas, localizado na Casa da Cultura.

O lançamento do livro “Teatro”, de Lucianno Maza, às 16h00, na Sala José Afonso da Casa da Cultura, marca o início do programa no dia 22 de agosto, data em que o Teatro das Beiras apresenta “LOA, Xácara e Bugiganga”, às 22h00, no Parque do Bonfim, e Pedro Luzindro conduz um espetáculo de stand up comedy, às 23h30, no Pátio do Dimas, igualmente na Casa da Cultura.

O Colectivo Sophiemarie leva a cena “A menina é má”, às 19h00 do dia 23, no Auditório da Secundária Sebastião da Gama, e a Culturproject e os Artistas Unidos apresentam a coprodução “Misterman”, às 22h00, no ginásio da escola.

O dia 24, mais calmo, reserva “Conversas de Teatro” para as 19h00, na Pastelaria e Bistrot Ritália & Bocage, tertúlia em que participa Lucianno Maza, Rogério de Carvalho e Sofia Berberau.

A 25 a ACTA apresenta “Nossa Senhora da Acoteia”, às 22h00, na Escola Sebastião da Gama, e a 26 o Teatro Estúdio Fontenova encena, às 22h00, no Fórum Luísa Todi, em estreia absoluta, a peça “Carne Viva”.

Já no dia 27 sobem aos palcos da Secundária Sebastião da Gama, às 19h00, o Armazém Malier Teatro, com “Armazém 33”, e, às 22h00, Lendias D’Encantar, com “No limite da dor”. O dia termina com o Circus VangBunt a apresentar, às 23h30, no Pátio do Dimas da Casa da Cultura, “Metamorfose ambulante”.

Tânia Alexandre apresenta “Café simétrico, visto pela assimetria dos pensamentos dela” no dia 28, às 19h00, na Ritália & Bocage, seguindo-se a Companhia de Teatro de Almada com “Canções de Brecht”, às 22h00, no Fórum Luísa Todi.

A terminar o programa de 28 de agosto, há uma sessão de cinema, às 22h00, no Parque Urbano de Albarquel, e, às 23h30, um concerto com Moniztico, que interpreta a mixtape “Boca de Cena”, no Pátio do Dimas da Casa da Cultura.

O dia 29 inclui a encenação com Paula Moita e Ricardo Campos intitulada “COR PO”, às 19h00, no Auditório da Sebastião da Gama, o Teatro Mosca, com “Moby-Dick”, às 22h00, no ginásio da mesma escola, e, no Largo da Ribeira Velha, a “Metamorfose Ambulante”, do Circus VangBunt, às 22h00, e um concerto dos Kalafate, às 23h30.

A 33 Ânimos apresenta “Dix” no dia 30, às 19h00, na Sebastião da Gama, enquanto os Artistas Unidos sobem ao palco com “Os Acontecimentos”, às 22h00, no Fórum Luísa Todi.

A companhia Vinícius Piedade & CIA interpreta a peça “4 Estações” no dia 1 de setembro, às 22h00, no Ginásio da Sebastião da Gama, seguindo-se, no dia 2, às 22h00, no Fórum Luísa Todi, Tiago Bôto e Wagner Borges com “Não_Corpo”, bem como uma mostra de curtas-metragens, pela associação Experimentáculo, às 23h30, na Casa da Cultura.

Para o dia 3 de setembro a XVII Festa do Teatro tem agendado, às 19h00, no bar Taifa, a companhia Passos e Compassos, com “A Velha Ampulheta”, às 22h00, na Sebastião da Gama, os Artistas Unidos, com “Frágil”, e, às 23h30, no Pátio do Dimas da Casa da Cultura, os Piores Artistas Unidos, com “O quê!!”, repetindo-se este espetáculo no dia 4, à mesma hora, no Largo da Ribeira Velha.

A Lapso Produciones apresenta “Sub, el mundo de los ocultos”, dia 4, às 22h00, no Largo do Sapalinho. Segue-se uma sessão de cinema, às 22h00, no Parque Urbano de Albarquel, com curtas de Georges Méliès.

O último dia da XVII Festa do Teatro começa às 19h00, na Casa da Cultura, com a Faísca Teatro a apresentar “Entrevista de emprego”.

Cabe a La Compañia Atalaya encerrar o programa oficial do festival, subindo ao palco, no dia 5, às 22h00, do Fórum Luísa Todi, para apresentar “Madre Coraje”.

A edição deste ano do festival estende-se até Sesimbra, com o Teatro do Aloés a levar, no dia 28 de agosto, às 22h00, “Manhãs de Quietude”, e Vinícius Piedade & CIA, no dia 29, também às 22h00, “4 Estações”, no Cine-Teatro João Mota.

O programa inclui igualmente tertúlias intituladas “(Re)Cantos”, com encontros do público com artistas, sempre a partir das 23h30, agendados para 20 de agosto, na Ritália & Bocage, dia 26, na Casa da Cultura, e, dia 5 de setembro, no mesmo local.