Encontra-se a decorrer, até ao dia 14 de agosto, a 1ª fase de candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) no Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

Estas novas formações do ensino superior têm a duração de 2 anos, garantem a realização de estágio em contexto real e conferem um diploma de Técnico Profissional de nível 5 (no quadro nacional de qualificações), bem como a possibilidade de continuação de estudos no ensino superior.

Até ao momento estão abertas candidaturas para as seguintes formações: Produção Aeronáutica; Tecnologia e Gestão Automóvel; Manutenção Industrial; Gestão do Ambiente e Segurança; Veículos Elétricos; Sistemas Eletrónicos e Computadores; Automação, Robótica e Controlo Industrial; Tecnologias de Laboratório Químico e Biológico; Reabilitação Energética e Conservação de Edifícios; Topografia e Sistemas de Informação Geográfica; Redes e Sistemas Informáticos; Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação; Programação Web, Dispositivos e Aplicações Móveis; Produção Audiovisual; Apoio à Gestão de Organizações Sociais; Serviço Familiar e Comunitário. No entanto, prevê-se que até ao final do mês de agosto, sejam aprovados pela Direção-Geral do Ensino Superior os cursos de Condução e Acompanhamento de Obras; Instalações Elétricas; Climatização e Energia, estando prevista uma segunda fase de inscrições de 06 a 09 de outubro de 2015.

Os cursos decorrem nos campi do IPS em Setúbal e no Barreiro, sendo que está igualmente previsto o funcionamento do CTeSP em Automação, Robótica e Controlo Industrial (regime pós-laboral) em Sines, nas instalações da ETLA-Escola Tecnológica do Litoral Alentejano.

Os CTeSP pretendem responder às necessidades do mercado de trabalho, garantindo uma grande aproximação às empresas e às instituições e funcionando em articulação com os cursos de nível 4 existentes nas escolas secundárias, profissionais e tecnológicas, bem como no IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional. Para alcançar este objetivo foi constituída, em março de 2015, a Rede de Escolas Profissionais e Secundárias da Península de Setúbal e Litoral Alentejano, integrando o IPS e mais de trinta associações e instituições de ensino. A rede pretende articular o ensino ministrado na região, por forma a construir uma fileira formativa desde o nível 4 até ao nível 6.