«As riquezas da nossa Serra» é o tema para a tradicional Festa da Serra que se realiza a 24 e 25 de Julho, em Santa Margarida da Serra, Grândola, numa organização da Junta de Freguesia e Associação Flor da Serra. Com uma matriz popular e da iniciativa cívica, que a autarquia acolheu, e com uma forte componente de animação e cultural, a festa «é o exemplo da dinâmica que é necessária para uma localidade que está em regressão demográfica mas que é detentora de um importante património, em especial as pessoas», diz Fátima Luzia, presidente da Junta de Freguesia. Como à volta da mesa é o grande momento de convívio, a organização nos dois dias de festa propõe aos visitantes que ao jantar degustem os sabores da serra, ementa variada que vai encher de cheiro e sabores o largo da aldeia. Do programa destaque para as exposições de fotografia de Gonzalo Vidal e para os trabalhos dos participantes no primeiro festival de fotografia de Santa Margarida da Serra, para além da participação de artesãos da freguesia, e para a romaria a cavalo, a partir de Grândola, pelas 16 horas. «A romaria a cavalo é uma das novidades do programa deste ano desta festa que se abre também aos ritmos quentes de Cuba, com a instalação de um bar deste país, numa festa comunitária e solidária que pretendemos continuar e dinamizar com reflexos para a população de Santa Margarida da Serra», adianta a autarca. Fátima Luzia acrescenta que «a festa tem por objetivo angariar fundos para a Associação Flor da Serra que assegura o funcionamento de um centro de dia e apoio domiciliário e se debate com problemas financeiros.