A Câmara Municipal do Seixal, o Porto de Lisboa, o Grupo ETE e a Libertas assinam no dia 29 de junho, às 12 horas, um protocolo para a realização de um estudo de viabilidade para a instalação do Porto de Recreio do Seixal, um equipamento que prevê a existência de estaleiro naval, acostagem e permanência de embarcações, atividades marítimo-turísticas e centro de recursos náuticos. O Porto de Recreio do Seixal terá também potencialidades paraapoio à valorização da pesca tradicional.

A assinatura do protocolo para o estudo de viabilidade  acontece no âmbito do batismo do rebocador costeiro Baía do Seixal, um navio que está a ser construído nos estaleiros da Navaltagus, empresa do Grupo ETE, sediada na zona ribeirinha do Seixal. Importa referir que há muitos anos que não se constroem rebocadores em Portugal, pelo que se trata de algo inovador. A cerimónia do batismo deste equipamento tem lugar na sede da Navaltagus, às 11 horas econta com a presença da ministra do Mar e madrinha da embarcação e do ministro do Ambiente.