Apresentação do projeto contou com a presença do Secretário de Estado do Mar. Pescada, abrótea, cantarilhos e polvo integram a lista das 21 espécies que fazem parte do Cabaz do Peixe de Sesimbra, projeto apresentado no dia 17 de julho, no Porto de Abrigo.

O acontecimento contou com a presença de representantes de diversas entidades, entre as quais o secretário de Estado do Mar, Manuel Pinto de Abreu, que destacou a importância deste projeto. «É uma iniciativa que contribui para valorizar o pescado sesimbrense e que, tenho a certeza, terá muito sucesso».

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Augusto Pólvora, sublinhou que o Cabaz do Peixe «promove a diminuição das rejeições, contribui para reforçar a ligação entre o pescador e o consumidor, e tem o mérito de dinamizar a pesca artesanal sem aumentar o esforço de pesca».

Estas palavras foram partilhadas pelo presidente do conselho de Administração da Docapesca, José Apolinário, para quem o Cabaz do Peixe «representa um valor acrescentado para pesca», e que «é um modelo a seguir por outras comunidades piscatórias». O presidente da Liga para Proteção da Natureza, Tito Rosa, saudou a ideia e considerou-a «um contributo para a sustentabilidade dos recursos».

Visivelmente satisfeita pela chegada deste dia, Carina Reis, da Associação de Armadores de Pesca Local e Artesanal do Centro e Sul, afirmou que «depois de quatro anos de noivado hoje chegou o dia do casamento», referindo-se às várias etapas que tiveram de ser ultrapassadas para concretizar o projeto.

O Cabaz do Peixe de Sesimbra é um projeto-piloto promovido pela Associação de Armadores de Pesca Local e Artesanal do Centro e Sul, que pretende promover a pesca artesanal e as espécies menos valorizadas, e fazer chegar ao consumidor peixe fresco a um preço mais acessível, através da comercialização de proximidade entre o pescador/produtor e o consumidor.

A entrega dos cabazes é feita semanalmente, às sextas-feiras, das 17 às 19 horas, na Moagem de Sampaio, e às quintas-feiras, das 17.30 às 19 horas, na Junta de Freguesia da Quinta do Conde. O cabaz varia entre os 2,5 quilos, peso bruto do Cabaz Leve, que inclui duas ou mais espécies pelo valor de 13 euros, e os 4 quilos, peso bruto do Cabaz Família, que inclui três ou mais espécies pelo valor de 20 euros. Entre as espécies disponíveis, o cliente pode indicar três que não pretende receber. O peixe é entregue amanhado.

Os interessados em participar neste projeto-piloto podem inscrever-se em www.cabazdopeixe.pt ou pelo telefone 21 228 05 86.

O Cabaz do Peixe tem como parceiros a Câmara Municipal de Sesimbra e a Docapesca e o apoio e colaboração da Mútua dos Pescadores, da Associação para o Desenvolvimento Rural da Península de Setúbal e da Liga para a Proteção da Natureza.

Mais informações: http://www.cabazdopeixe.pt/