Centenas de pessoas passaram no sábado pelo centro histórico de Setúbal, onde decorreu a última iniciativa do programa municipal Verão na Baixa, num dia dedicado ao tema “Noite Bocagiana”.

 Tal como nas restantes iniciativas que caracterizaram o Verão na Baixa, criado com o objetivo de dinamizar o centro histórico sadino e de favorecer o comércio local, lojas da Baixa de Setúbal acompanharam o programa de atividades e mantiveram as portas abertas ao público pela noite dentro.

A “Noite Bocagiana” assinalou não apenas o fim do Verão na Baixa, mas constituiu também um dos primeiros eventos do programa das Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage, que decorre em Setúbal e em diferentes locais do País e do estrangeiro ao longo de um ano, até 15 de setembro de 2016.

Jogos tradicionais, passeios a cavalo, degustação de vinhos da Península de Setúbal, poesia itinerante, espetáculos de marionetas e concertos de música barroca foram atividades que preencheram a Noite Bocagiana, que, como o nome indica, se inspirou na época contemporânea do poeta Manuel Maria Barbosa du Bocage.

Também à noite, e pela primeira vez em 16 edições, a tertúlia “Eis Bocage… Conversas de Botequim” realizou-se no exterior, em plena Baixa de Setúbal, para proporcionar o habitual convívio poético e musical em torno do poeta setubalense.

A iniciativa, uma parceria entre a Setúbal na Rede – Associação para a Cidadania, Câmara Municipal e Casa da Poesia de Setúbal, juntou apontamentos literários, musicais e gastronómicos, contando com a participação da banda da Sociedade Musical Capricho Setubalense e do Teatro Animação de Setúbal.

 Tal como é hábito no Verão na Baixa, as atividades centraram-se, maioritariamente, na Praça de Bocage e largos da Misericórdia, da Ribeira Velha e de Santo António.

Em paralelo, decorreu também na Baixa, entre sexta-feira e domingo, o Mercado Oitocentista, que complementou, durante o dia, o programa previsto para a Noite Bocagiana.