A 11ª edição do Concurso de Bandas de Garagem de Setúbal recebeu “mais de meia centena de inscrições”, um número “superior ao do ano passado”, revela Hugo Tavares. O coordenador do Gabinete da Juventude da câmara de Setúbal realça ainda o facto de se terem inscrito “bandas de todo o país, de grande qualidade”, que fez com que o processos de seleção por parte do júri fosse “muito complicado”.

11ª concurso bandas de garagem Setúbal

Deste número de inscrições, “cerca de uma dezena” eram bandas de Setúbal. Para Hugo Tavares, este facto demonstra que a cidade “continua a ter uma vitalidade muito forte na área musical”. As bandas do concelho selecionadas vão competir na primeira pré-eliminatória do concurso, que se inicia no dia 28 de Fevereiro. A vencedora passa diretamente à final, no dia 28 de Março, enquanto que as restantes voltam a lutar pelo apuramento nas restantes eliminatórias, nos outros sábados do mês de março.

Uma das novidades desta edição é que o habitual concerto de encerramento, com uma banda convidada, deixa de existir e passa para a noite de abertura. Este ano, o artista escolhido é B Fachada, “um dos já firmados valores da atual música portuguesa”, que regressa assim a Setúbal depois de um concerto no festival FUMO, em 2011.

Hugo Tavares refere também que o concurso manteve “os prémios e os mesmos valores monetários”, apesar da atual conjuntura financeira, permitindo que este continue a ser “apelativo”. Além do prémio monetário e de uma atuação na Feira de Sant’iago, os finalistas do Concurso de Bandas de Garagem vão ter ainda a chance de gravar no estúdio RW Music, em Setúbal. Quanto ao prémio do público, este vai ser apurado “de forma online, através da votação no site do Setúbal na Rede”.

O 11º Concurso de Bandas de Garagem de Setúbal dá o pontapé de saída para mais um Mês da Juventude Março.28, que “pretende mostrar tudo o que se faz na área da juventude durante o ano, na cidade, com a colaboração do movimento associativo”. Além do concurso, Hugo Tavares destaca também a 12ª meia-maratona fotográfica, este ano subordinada ao tema “Bocage, Vida e Obra”, que tem tido “uma boa adesão”, mais uma sessão plenária do fórum da Juventude de Setúbal ou os vários workshops ou concertos previstos no programa.