Teresa Costa

Out 0
Out 0

Jovens turistas estudantes conhecem a região de Setúbal

Os jovens viajam cada vez mais e cada vez mais cedo. E este é também um segmento de mercado importante no turismo. Em férias ou em atividades académicas os jovens deslocam-se por várias cidades europeias. As preferidas são as cidades do Reino Unido, Itália e Espanha, mas cada vez mais, Portugal está entre os destinos preferidos dos jovens. O número de jovens na cidade de Lisboa é cada vez maior, …   Ler

Set 1
Set 1

A competitividade do turismo em Portugal

De acordo com o Global Travel & Tourism Competitiveness Index de 2015, do Fórum Económico Mundial, Portugal ocupa o 15º lugar no ranking mundial. Esta posição no ranking mundial representa uma melhoria no desempenho do turismo nacional relativamente ao ano de 2013, ano em que Portugal ocupava o 20 º lugar. São boas notícias! Estamos à frente da Grécia ou da República Checa, que são reconhecidos destinos turísticos. Mas existem …   Ler

Ago 0
Ago 0

A complexidade da autenticidade no turismo

O estudo da autenticidade em turismo é complexo e pode referir-se a vários objetos de estudo. Pode-se estudar a autenticidade no que concerne: a) ao modelo de interação entre os turistas, residentes locais e intermediários turísticos, procurando-se compreender de que forma a cultura e as tradições locais são aprendidas e consumidas pelo turista, e, de forma elas são reformuladas e adotadas pela comunidade local; b) aos principais impactos sociais, económicos …   Ler

Jul 0
Jul 0

O ecossistema empreendedor para o turismo rural na região de Setúbal

É possível encontrar na literatura várias propostas referentes ao ecossistema empreendedor (Neck et al, 2004; West e Bamford, 2005; Cohen, 2006; Isenberg, 2009; Autio et al, 2014). Alguns modelos apresentam elementos mais específicos (Neck et al, 2004; West e Bamford, 2005; Cohen, 2006), outros elementos mais holísticos (Isenberg, 2009; Autio et al, 2014). Os modelos apresentados por Neck et al (2004) e Cohen (2006) incluem especificamente a referência das redes …   Ler

Jun 0
Jun 0

Empreendedorismo, cooperação e competitividade – a importância do cluster turístico para o desenvolvimento regional

A Grã-Bretanha foi pioneira ao reconhecer a importância das pequenas empresas e o seu impacto no crescimento económico (Filion, 1999). Esta relevância continua atual e, em Portugal, estas empresas são geradoras de novos empregos e manifestam indubitável pertinência social. Também no setor do turismo estas empresas mantêm este papel relevante. As micro e pequenas empresas apresentam características específicas, uma delas é a figura dominante do seu(s) fundador(es). Geralmente estas empresas …   Ler

Jun 0
Jun 0

Desafios e caminhos para o turismo de natureza

O turismo de natureza consiste num produto turístico estratégico que proporciona vivência de experiências de grande valor simbólico, que envolve interação e usufruto da natureza. Estas experiências podem ser de natureza soft ou hard. As primeiras referem-se à prática de atividades ao ar livre de baixa intensidade, nomeadamente, passeios, percursos pedestres, observação da fauna. As segundas relacionam-se com a prática de desportos na natureza, tais como, rafting, kayaking, hiking, climbing, …   Ler

Mai 1
Mai 1

Capital social, turismo rural e desenvolvimento regional

O capital social refere-se à capacidade e habilidade dos indivíduos desenvolverem relacionamentos quer através das redes formais, quer das redes informais que promovem confiança, comunicação, participação e uma dimensão cultural. Vários estudos provam que estes relacionamentos influenciam muito positivamente o desenvolvimento económico, ativam a atividade empreendedora e o crescimento económico, geram emprego e promovem a inclusão social nas zonas rurais. Cada vez mais o turismo rural surge como uma atividade …   Ler

Abr 3
Abr 3

Turismo Rural – a importância das redes de inovação colaborativas

De acordo com a PIVETUR (Associação Portuguesa de Turismo Rural) o turismo rural consiste numa indústria do turismo localizada em áreas rurais e com uma envolvente natural, desenvolvida por empresas familiares de pequena escala. De acordo com esta associação, a taxa de inovação na indústria do turismo rural é muito baixa comparativamente com outras indústrias de serviços. Trata-se de uma indústria caracterizada por empresas de pequena dimensão e uma falta …   Ler

Mar 0
Mar 0

Gastronomia e Vinhos: um produto Estratégico para o desenvolvimento turístico da região se Setúbal

De acordo com o Observatório do Turismo de Lisboa, a Região de Turismo de Lisboa (RTL) registou 11,5 milhões de dormidas e 4,8 milhões de hóspedes. O grande desafio que se coloca na região de Lisboa passará pelo reconhecimento da sua diversidade ao nível da oferta e na capacidade de complementaridade das diversas regiões integrantes. A região de Setúbal, pertencente à RTL detém uma vasta riqueza natural, patrimonial e histórica …   Ler

Fev 0
Fev 0

Qualidade em Turismo na Península de Setúbal – qualificação dos RH e nova oferta formativa na ESCE

De acordo com o Plano Estratégico Nacional de Turismo, Portugal constitui um destino da Europa com um considerável crescimento sustentável, sendo determinante que o seu desenvolvimento se baseie na qualificação e competitividade da oferta, na excelência ambiental e/ou urbanística, na potenciação dos canais online e na modernização empresarial, assim como na formação dos recursos humanos. Constituindo-se como um importante motor de desenvolvimento social, económico e ambiental quer a nível nacional, …   Ler

voltar ao topo ▲