António Alves

Out 0
Out 0

Vivemos tempos difíceis e de incerteza

Sustentabilidade e estabilidade económica razoável são possíveis no mundo atual? Na economia global de hoje, todos os olhos procuram sinais de onde virão essas boas novas. O estouro das bolhas já pertencem ao passado, mas o crescimento económico continua apático ou em declínio. Todos os dias, os mais variados governantes do Mundo nos vêm dizer, com ar sabedor e feliz, que a recuperação económica está prestes a florescer, esquecendo-se que …   Ler

Set 0
Set 0

Mudança

Mudança é uma das palavras mais repetida no Mundo moderno, nomeadamente na evolução do sistema económico de mercado e do beco em que se encontra. O crescimento económico, a finança, a política económica, a crise e a dialética pessoas-regras, são hoje motivo de análises de impacto nas políticas sociais ou de emprego e nas reações dos agentes económicos perante os riscos como o financeiro. Por sua vez, algumas transformações acarretaram …   Ler

Ago 0
Ago 0

Reformar – questão vital

Dizem que as crises legitimam as mudanças, mas a Europa continua a protelar a efetivação das reformas necessárias. É verdade que a economia europeia está claramente a tender para a fase ascendente de ciclo económico. Estamos na altura de dizer adeus a uma crise global e de esquecer o risco de uma Europa estagnante. Por isso, há razões para se estar otimista e confiante na atual fase ascendente, que parece …   Ler

Jul 0
Jul 0

As dívidas também se renegoceiam e também se perdoam

O FMI, o BCE, a UE e os Governantes Do Mundo, reconhecem que é necessário colocar alguma moderação quanto aos procedimentos a aplicar ás dívidas dos países mais pobres ou em dificuldades, oferecendo condições financeiras que permitam a adoção de programas mais abrangentes, por forma a que haja desenvolvimento e crescimento económico. Por isso, está na altura do FMI e do Banco Mundial repensarem as suas estratégias de desenvolvimento e …   Ler

Jun 0
Jun 0

Renovar – Reanimar

A turbulência financeira está longe de ter acabado, existindo um longo caminho a percorrer até que a economia mundial consiga a sustentabilidade necessária para evitar os sobressaltos que frequentemente sucedem. As ações de emergência nos países afetados pelas situações financeiras, tem lavado os maiores economistas e financeiros a exprimirem posições oficiais, mas, também, as suas perspetivas pessoais, verificando-se que, enquanto há algum consenso na identificação do que aconteceu e nas …   Ler

Mai 0
Mai 0

Nova Europa

A amplitude e duração da austeridade provocou uma crise na política económica. O fracasso das medidas impostas pela Troika, promoveram e arrastaram o desemprego e uma deficiente e imprópria distribuição dos rendimentos. Esta grande desigualdade na distribuição dos rendimentos, mostra que a economia está muito dependente dos investimentos e de maiores níveis de consumo. Por outro lado, as estruturas bancárias que suponhamos fortes e consolidadas, apareceram-nos como estruturas perfeitamente inseguras …   Ler

Abr 0
Abr 0

Vulnerabilidades da crise

De acordo com a opinião dos especialistas, a economia não tem avançado como era expectável e a crise não descola, o que nos deixa à mercê de uma eventual depressão. Como sempre, continua-se com uma grande fé no poder dos sortilégios e poucos são os que se apercebem da real situação em que se encontra a economia. Ou seja, que os níveis de rendimento e de emprego – a prosperidade …   Ler

Mar 0
Mar 0

Economia/Capitalismo

Transformação. Uma palavra cada vez mais repetida na análise das principais tendências do mundo moderno, nomeadamente na evolução do sistema de economia de mercado. Tudo evoluiu: a taxa de câmbio; o comércio internacional; o crescimento económico; a finança e a política económica. Evoluíram, também, questões como a relação do dólar com o Euro e com a liquidez do mundo e o equilíbrio das balanças de pagamentos. Uma das transformações do …   Ler

Mar 0
Mar 0

Evolução e esperança

Na área financeira as Tecnologias de Informação estão no centro da evolução do mercado. As mudanças muito rápidas no modo como se processam, através da Internet, os negócios, são exemplo dessas mudanças, tornando-as mais fáceis, mais interactivas e direccionadas. Embora o contacto pessoal oferecido pelas agências tradicionais continue a ser essencial, a maioria dos produtos financeiros passarão a ser comercializados, á distância, pela via dos novos canais. As funções tradicionais …   Ler

voltar ao topo ▲